Conteúdo

Home

História Geral

História do Brasil

Atualidades

Cultura

Biografias

Curiosidades

 

Cronologia

Brasil

Mundo

 

Calendário

Datas Comemorativas

 

Links

Enem

Fuvest

Prouni

Mec

Une

 

 

 

 

 

 

 

História Geral

A Primeira Guerra Mundial

O Estopim do Conflito

A Sérvia pretendia formar a "Grande Sérvia", conquistando territórios-vizinhos, mas a Áustria anexou a Bósnia-Herzegovina, antecipando-se aos sérvios. A solução austríaca foi reestruturar seus planos e expandir-se para o sul, área do Império Turco. Essas conquistas se deram com as guerras Balcânicas.

No Império Austro-Húngaro (Áustria), ocorriam protestos realizados pelos sérvios nas recentes possessões austríacas.

O arquiduque Francisco Ferdinando e sua esposa foram assassinados pelo estudante sérvio Gravilo Princip, na cidade de Sarajevo, capital da Bósnia-Herzegovina.

 

Em 28 de junho de 1914, o herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro, o arquiduque Francisco Ferdinando e sua esposa, em visita oficial à Sarajevo, capital da Bósnia, foram mortos a tiros quando desfilavam pelas ruas em carro aberto. O atentado, praticado pelo estudante nacionalista sérvio Gavrilo Princip, foi o pretexto para o início do sangrento conflito que logo assumiria proporções mundiais.

Em represália, a Áustria fez uma série de exigências à Sérvia, que não as atendeu, pois estava protegida pela Rússia. Esse fato foi o estopim da guerra.

INGLATERRA versus ALEMANHA

A Alemanha, desde a tomada da Alsácia e da Lorena, ricas em ferro, carvão e manganês, tornava-se um sério concorrente no mercado industrial, até então sob a hegemonia inglesa. A Inglaterra sentiu-se seriamente ameaçada quando a Alemanha planejou construir a ferrovia Berlim-Bagdá, facilitando o acesso alemão a uma região rica em petróleo.

FRANÇA versus ALEMANHA

Além de se ver obrigada a ceder a Alsácia e a Lorena, a França disputava colônias na África com os alemães. As divergências agravaram-se quando a França conquista o Marrocos.

O Pan-eslavismo

A Rússia assumiu uma postura protecionista para nações eslavas, liderando-as. Os russos também participavam da expansão imperialista ameaçando os impérios austro-húngaro e o turco.

Alianças

Formaram-se duas frentes, a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança.

Os italianos, apesar da aliança com a Áustria e Alemanha, passaram para o lado da Entente (1915), pois haviam assinado tratados secretos com a França e a Inglaterra. A Itália receberia as áreas do Trento, Tirol e Ístria, sob domínio do Império Austro-Húngaro.

Em 1915, o Japão se retira da guerra, pois já havia alcançado seu objetivo, que era conquistar os territórios alemães na China.

Primeira fase (1914):

A guerra não foi rápida como se previa. Inicialmente os exércitos se envolveram em grandes batalhas que custaram milhares de vidas.

Os alemães invadiram a Bélgica e avançaram pela França.

Em setembro, na Primeira Batalha de Marne, os franceses detêm o avanço alemão. Com o equilíbrio das forças, a guerra estaciona.

Segunda fase (1915-1916):

 

Seguiu-se a guerra de trincheiras. Os exércitos defendiam em trincheiras as posições alcançadas. Enquanto isso, o exército alemão vencia as batalhas contra os russos.

 Essa fase caracterizou-se pelo uso de gás asfixiante, submarinos e pelas batalhas aéreas.

 

Terceira fase (1917-1918):

Por causa dos problemas internos provocados pela Revolução Bolchevique em 1917, a Rússia retira-se do conflito. Havia perdido quatro milhões de homens.

Os Estados Unidos iniciam sua participação em 1917, preocupados em manter a estabilidade de seus negócios na Europa.

A participação norte-americana é decisiva para a vitória da Entente.

A temporária paz no mundo

 O povo alemão desejava o fim da guerra. Uma greve geral e um motim em Kiel fizeram o Kaiser Guilherme II abdicar. A Alemanha foi transformada em República em 11 de novembro de 1918. o novo governo assinou o armistício, arcando com o fardo de aceitar os termos da paz. O exército alemão não se considerava vencido, pois a paz foi decretada com suas tropas dentro do território francês.

Paz dos vencedores

 O Tratado de Versalhes reuniu o presidente dos EUA, Woodrow Wilson, e os primeiros ministros da França, Georges Clemenceau e da Grã-Bretanha, David Lloyd-George.

 Os Estados Unidos, França e Inglaterra, os países vencedores, realizaram a Conferência de Paris no Palácio de Versalhes em 1919. Estabeleceu-se a paz dos vencedores e diminuía-se de forma colossal o poder alemão no mundo.

 Conseqüências das deliberações do Tratado de Versalhes:

  • Cessão de territórios.

  • Desmilitarização de regiões fronteiriças à França.

  • Diminuição dos exércitos alemães em cem mil homens.

  • Território alemão dividido por um “corredor” que dava acesso ao mar para a Polônia.

  • Danzig (cidade alemã) tornou-se porto livre.

  • A Alemanha deveria pagar uma indenização de 33 bilhões de dólares aos vencedores (quantia absurdamente alta).

Situação do mundo após a Primeira Guerra

O poder mundial no pós-guerra desloca-se para os Estados Unidos. A Europa estava abalada com uma guerra que deixou entre mortos e feridos 28 milhões de pessoas, ou seja, a perda de 10% de sua mão-de-obra.

Geograficamente, Hungria, Tchecoslováquia, Iugoslávia, Polônia, Letônia, Lituânia, Estônia e Finlândia tornaram-se Estados independentes.

A guerra de 1914-1918

1914: do conflito local ao conflito europeu

23 de julho: a Áustria envia um ultimato à Sérvia.

25 de julho: a Rússia apóia a Sérvia.

28 de julho: a Áustria ataca a Sérvia.

30 de julho: os russos mobilizam suas tropas.

31 de julho: a Alemanha envia um ultimato à Rússia.

1º de agosto: a Alemanha declara guerra à Rússia.

2 de agosto: a França se mobiliza.

3 de agosto: a Alemanha invade a Bélgica (neutra) e declara guerra à França.

4 de agosto: a Inglaterra intervém do lado da França e da Rússia, declarando guerra à Alemanha.

Entrada dos países na guerra

 

Entente

Impérios Centrais

1914

 

 

 

 

 

Sérvia

Rússia

França

Bélgica

Grã-Bretanha

Japão

Áustria-Hungria

Alemanha

Turquia

 

 

 

1915

Itália

Bulgária

1916

Romênia

 

1917

Grécia

Estados Unidos

 

01/10/05

 

 

 

 

 
 
 

 

 

 

 

©HistóriaMais 2005/2014    Política de Privacidade     historiamais@historiamais.com