Conteúdo

Home

História Geral

História do Brasil

Atualidades

Cultura

Biografias

Curiosidades

 

Cronologia

Brasil

Mundo

 

Calendário

Datas Comemorativas

 

Links

Enem

Fuvest

Prouni

Mec

Une

 

 

 

 

 

 

 

Cronologia Brasil

Principais Fatos que marcaram a História do Brasil

Brasil República I

1889 - Instalação do governo provisório da República.

1891 - Promulgada a primeira Constituição da República. Deodoro é eleito presidente da República pelo Congresso nacional e Floriano vice. Golpe de Estado. Deodoro dissolve o Congresso e declara estado de sítio. Contragolpe. Deodoro é substituído por Floriano.

1893 - Explode a Segunda Revolta da Armada. Tem início a Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul.

1894 - Início do governo de Prudente de Moraes. Antonio Conselheiro começa a organizar o arraial de Canudos.

1897 - Prudente de Moraes sofre um atentado. O arraial de Canudos é destruído por tropas federais.

1898 - Campos Sales é eleito presidente e Rosa e Silva vice. Greve dos cocheiros e condutores no Rio de Janeiro paralisa a cidade.

1903 - Revolta no Acre contra a Bolívia. Plácido de Castro proclama a independência do Estado e meses depois o território é anexado ao Brasil.

1904 - A Light & Power inicia suas atividades no Brasil. Revolta da Vacina.

1906 - O Convênio de Taubaté propõe soluções para a crise de superprodução do café. Os governos estaduais deveriam comprar e estocar a produção excedente.

1907 - Congresso aprova lei de expulsão de estrangeiros.

1908 - Criação da Confederação Operária Brasileira. Chegam ao Brasil os primeiros imigrantes japoneses.

1909 - A sucessão presidencial provoca crise política.

1910 - Hermes da Fonseca é eleito presidente e Venceslau Brás vice. Revolta da Chibata.

1914 - Conflito no Ceará contra o governo de Franco Rabelo. Jagunços comandados pelo Padre Cícero e Floro Bartolomeu ocupam Vale do Cariri.

1915 - Anarquistas organizam o Congresso Nacional da Paz em Protesto contra a I Guerra Mundial.

1916 - Fundada a Liga de Defesa Nacional. Fim da Guerra do Contestado.

1917 - Greve Geral paralisa a cidade de São Paulo, Navios alemães torpedeiam navios brasileiros. Em represália, o Brasil entra na guerra.

1918 - Eleições presidenciais. Rodrigues Alves é eleito presidente e Delfim Moura, vice. Gripe espanhola se alastra por São Paulo e outras regiões do país.

1920 - Conflito na Bahia. É decretada intervenção federal.

1922 - Revolta do Forte de Copacabana (Os 18 do Forte), sendo a primeira revolta do movimento tenentista. Realiza-se, em São Paulo, a Semana de Arte Moderna.

1923 - Crise no Estado do Rio de Janeiro. Intervenção federal.

1924 - Eclode em São Paulo outra revolta tenentista contra o governo federal. Tem início a Coluna Prestes.

1926 - Criação do Partido Democrático, em São Paulo.

1927 - Instituído o voto feminino no Rio Grande do Norte.

1928 - Fundação do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP).

1929 - Lançada a candidatura Getúlio Vargas.

1930 - Eclode no Rio Grande do Sul a Revolução de 1930, que forçou a deposição de Washington Luís, dando fim à República Velha. Instala-se o governo revolucionário de Getúlio Vargas. João Pessoa é assassinado.

1931 - Cria-se o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio. Tem início a promulgação de leis sociais.

1932 - Novo Código Eleitoral estabelece o voto secreto e o direito das mulheres votarem e serem votadas. Eclode a Revolução Constitucionalista.

1933 - Instalada Assembléia Nacional Constituinte. Criados o Departamento Nacional do Café e o Instituto do Açúcar e do Álcool.

1934 - É promulgada a segunda Constituição da República.

1935 - Decretada a Lei de Segurança Nacional. Em novembro, ocorre o levante da Aliança Nacional Libertadora (Natal, Recife e Rio de Janeiro). O governo reprime o movimento decretando estado de sítio.

1937 - Tem início o Estado Novo. Uma nova Constituição é imposta ao país.

1940 - Governo institui salário mínimo.

1941 - Criação do Ministério da Aeronáutica.

1942 - UNE promove passeata contra o fascismo. Criação do SENAI. Alemães torpedeiam navios brasileiros e o Brasil declara guerra.

1943 - Criação do SESI.

1944 - A FEB (Força Expedicionária Brasileira) vai para a Itália.

1945 - Vargas renuncia, sob pressão militar.

1946 - É promulgada a quarta Constituição da República. Início do governo Dutra.

1947 - O governo Dutra decreta a extinção do Partido Comunista.

1948 - Cassado o mandato dos deputados comunistas.

1950 - Eleições presidenciais. Vitória de Getúlio Vargas.

1951 - Inaugurada a I Bienal Internacional de Artes Plásticas.

1952 - Criada a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

1953 - Criação da Petrobrás. E 300 mil trabalhadores reivindicam reajuste salarial.

1954 - O governo concede aumento de 100 % aos assalariados. Em 24 de agosto Getúlio Vargas suicida-se.

1955 - Juscelino Kubitschek é eleito presidente da República.

1956 - O governo Juscelino, com base em seu Plano de Metas, empreende diversas realizações desenvolvimentistas.

1957 - Início da construção de Brasília.

1960 - Eleições presidenciais. Vitória de Jânio Quadros e João Goulart. Inauguração de Brasília.

1961 - O presidente Jânio Quadros toma posse em janeiro e renuncia em agosto. Institui-se provisoriamente um governo parlamentar.

1962 - Criação do Conselho Nacional de Reforma Agrária.

1963 - Plebiscito põe fim ao parlamentarismo. João Goulart solicita ao Congresso aprovação de estado de sítio. E 700 mil operários entraram em greve.

1964 - É deflagrado o golpe político-militar que afasta João Goulart (Jango). O marechal Castelo Branco assume a presidência da República. Ato Institucional suspende direitos políticos de centenas de pessoas.

1965 - Reforma monetária institui cruzeiro novo. Promulgado o AI-2, que extingue os partidos políticos existentes, instituindo-se o bipartidarismo (ARENA E MDB).

1966 - Suspensas eleições para cargos executivos, inclusive deputados e senadores.

1967 - O marechal Costa e Silva toma posse como presidente. É promulgada uma nova Constituição Federal.

1968 - Movimentos de oposição são reprimidos com violência. AI-5 cassa mandatos dos parlamentares.

1969 - As Forças Armadas escolhem como presidente o general Emílio Garrastazu Médici.

1970 - Oposição ao governo se intensifica com guerrilhas na cidade e no campo. Regime endurece com prisões, torturas e censura. Futebol brasileiro é Tricampeão Mundial.

1972 - Inaugurada a Transamazônica em meio às críticas pela devastação do meio ambiente. Em Paulínia-SP, é criada a maior refinaria de petróleo do país.

1973 - Médici assina acordo com o ditador Stroessner para a construção da hidrelétrica de Itaipu. O país vive o período do "milagre econômico".

1974 - Inauguradas a hidrelétrica de Ilha Solteira, a Ponte Rio Niterói e o Metrô de São Paulo. Inicio do governo do general Geisel.

1975 - Brasil entra na era nuclear assinando acordo com a Alemanha. Lançamento do Proálcool.

1977 - Intensifica-se o movimento da sociedade civil em favor da recuperação dos direitos democráticos.

1978 - Geisel inicia processo de abertura. Fim do AI-5. Eleição indireta do general Figueiredo, chefe do SNI.

1979 - Inicio do governo do general João Figueiredo. Aprovada a lei da anistia; centenas de exilados retornam ao Brasil.

1980 - Descoberta de uma imensa jazida de ouro em Serra Pelada.

1981 - Bomba no Riocentro. Figueiredo tem um enfarte. Durante três meses a presidência fica nas mãos de um civil, Aureliano Chaves.

1984 - O país se mobiliza, reivindicando eleições diretas.

1984 - O país se mobiliza, reivindicando eleições diretas.

1986 - Decretado o Plano Cruzado I e II, destinado a conter a inflação e estabilizar a economia.

1987 - Instala-se a Assembléia Constituinte, sob a presidência de Ulysses Guimarães. A crise econômica se agrava; a inflação não é controlada.

1988 - Promulgada a oitava Constituição do Brasil. Cresce a violência no campo e na cidade. Assassinado no Acre o líder seringueiro Chico Mendes.

1989 - Fernando Collor de Mello é o primeiro presidente eleito pelo voto direto desde 1960.

1990 - Collor lança o Plano Collor I, plano econômico revolucionário, cria uma nova moeda e congela depósitos bancários por dezoito meses.

1991 - Retomada escalada da inflação. O governo não obtém apoio do Congresso e a crise econômica se aprofunda. Plano Collor II.

1992 - Denúncias de corrupção provocam o impeachment de Collor. O vice Itamar Franco assume a Presidência.

1993 - Plebiscito popular opta pelo presidencialismo republicano como sistema de governo. Nova reforma cria o cruzeiro real.

1994 - Lançada uma nova moeda, o real. O ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, candidata-se à Presidência da República e vence.

1995 - A inflação é debelada e o país retoma a confiança. Inicia-se processo de privatizações.

1996 - Governo brasileiro é o principal articulador para o efetivo estabelecimento do Mercosul. Iniciam-se diversas campanhas para projetar um novo país no cenário global.

1997 - A sociedade clama por reformas sociais, entre elas a Tributária, da Previdência e da Saúde. Governo de Fernando Henrique preocupa-se com a aprovação da emenda para reeleições.

1998 - Fernando Henrique é reeleito e uma nova bancada no Congresso assume em 1999.

2000 - O país comemora os 500 anos do descobrimento.

2002 - Eleição presidencial. Luís Inácio Lula da Silva vence.

2003 - Início do governo Luís Inácio Lula da Silva.

2006 - Eleição presidencial. Luís Inácio Lula da Silva é reeleito. 

 2007- Início do segundo mandato de Luís Inácio Lula da Silva.  

Topo

 

Cronologia:

Colônia

Império

República II

 

 

 

 

 
 
 

 

 

 

 

©HistóriaMais 2005/2014    Política de Privacidade     historiamais@historiamais.com